Carta de Esperança

Rio de Janeiro, 17 de Agosto de 2011

Os dias estão cada vez mais longos que as noites. As estrelas estão se apagando, fazendo com que o céu perca sua luz. Pés machucados. Mãos atadas.

Os olhos ardem com a claridade. Tenho dificuldades para falar, e quando consigo grunhir, não conseguem me ouvir. A frequência cardíaca diminui a cada hora.

Não consigo ler. O lampião apagou. O corpo queima e a mente pertubada limita qualquer possibilidade de reação;

Fome. Tenho sede, muita sede…

Por favor me ajudem.

Ass: Esperança.

Advertisements
This entry was posted in Crônicas and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s